terça-feira, 6 de outubro de 2009

:(

Quem nunca sentiu aquela falta de incentivo em relação a uma tomada de decisão?!
Hoje estou triste...
Sinto que ninguém me dá "garra" para arriscar e seguir em frente sem ter medos nem receios.
Parece que cheguei a meio de uma ponte e que se volto para trás... será o mesmo de sempre... mas se vou em frente poderei deparar-me no futuro com uma situação menos boa.
Dizem para eu esperar e ter mais estabilidade...
Estabilidade como? Se o nosso país está como está???!!!!! E se na minha profissão a tão ansiada estabilidade só aparecer daqui a 20 anos? Devo continuar à espera?
Eh pá............. devo ansiar por um novo mês para ver se as coisas começam a tomar um rumo melhor... Em vez de Setembro vou ter de ansiar por um Outubro, um Novembro, Dezembro...
Não sei... Sei apenas que me sinto um pouco esmorecida...
Sinto-me sozinha, mesmo rodeada de tanta gente... :(
:(
Eli_su
PS.: É estranho como conseguimos passar do estado de euforia para o de perda com tanta facilidade... A nossa mente é mesmo "danada" ;)

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Todos temos um momento...

Todos temos um momento, uma hora em que um "basta" é tudo para que o nosso ser volte...

Todos precisamos de tempo e do nosso espaço mas a indecisão faz doer... e acaba por apagar a chama de tudo o que pode existir...

Estou a perder a esperança... lentamente, a chama apaga-se...................
video

domingo, 6 de setembro de 2009

Finalmente... Setembro!!

Finalmente, depois de tão ansiada espera, Setembro...
O meu Agosto findou da forma que menos esperava. A notícia de que, afinal, voltaria ao "meu Alentejo" fez nascer em mim a esperança de que os "maus ares" que me acompanharam ao longo de algum tempo estavam finalmente a passar...
Agora... O meu querido mês (já parece quase uma música pimba) chegou e com ele vou agarrar com força a oportunidade que tanto desejava e que jamais pensei que a teria.
É engraçado... Tudo começou de novo e com algumas coincidências tão boas e ao mesmo tempo poderão tornar-se tão cruéis... Mas, não quero pensar nisso... Somente aproveitar esta oportunidade que me dão, agarrá-la com força e aprender a ser FELIZ!!!
Foi bom reencontrar-te "alentejanito"... Adoro-te!! Beijinho especial e "aquele" abraço ;)

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Sinto a falta de.............

O famoso mês aproxima-se e a ansiedade aumenta…
Sinto-me, neste momento, que tenho um ser encerrado em mim, com imensa vontade de se soltar. A minha alma encontra-se “perdida” se posso assim dizer… mais uma vez terei alguém a decidir por mim um futuro que poderei não concordar à partida.
Queria poder voltar ao “meu Alentejo”… ver quem deixei… sentir-me próxima de ti …
Raio… Sinto-me perdida… Sinto a falta de tudo o que pensei que não sentiria…

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

A tv... :(

Desde o inicio da semana que estou para aqui escrever mas achei melhor não...
No entanto... Não resisti!!!
Esta semana, já que ando mais por casa e atv está sempre ligada e já se sabe, durante a tarde não há nada de jeito (a não ser a volta a Portugal) e achei interessante sobre um tema em "debate", num dos nossos canais, relacionado com voluntariado. Fiquei tão contente em ver aquelas pessoas dedicadas a causas tão nobres e a entender melhor como funciona (estou há algum tempo a ponderar a possibilidade de fazer voluntariado...).
Comecei a fazer pesquisas, mas enquanto o "famoso Setembro" não chega, não quero tomar nenhuma decisão.
No entanto... como pode um programa dedicar-se a um tema tão nobre, se no dia seguinte... Tumba... Tomem lá portuguesinhos... Nada como gastar montes de dinheiro num casamento... (brincar com os que contam os "cêntimos" até ao final do mês)...
Sou um bocado suspeita a falar deste tema e do quanto me aborreceu , afinal alguém meu conhecido, com toda a pompa e circunstância, estava lá a contar como tinha sido fácil em aplicar e esbanjar tanto dinheiro no seu casamento.
Adiante, por muito que se goste de alguém e se considere que o dia em que se vai assinar os papéis deve ser comemorado, vale a pena parar para pensar...
Mas já que eu sou um pouco céptica em relação a esta questão, deixo aqui a pergunta:
"O amor entre duas pessoas só é válido se selado com um grande "molhe" de notas a bater numa mesa (ou em várias contas bancárias)?

Que chegue rápido Setembro... heelllpppppppp ;p

domingo, 9 de agosto de 2009

Uma semana depois...


Num período em que todos se divertem e relaxam, cá continuo eu de olhar vazio e triste... procuro em todos os lados a cor que me fará colocar o olhar a sorrir... Tal como aquele azul do céu que descobri.

Ainda passaram poucos dias, desde o meu regresso à terra. Olho para trás e custa-me o que deixei... sinto a falta do "meu Alentejo", da sua calma e nostálgica paisagem, de ir a Monsaraz em noites de lua cheia...

Então esta semana... Que vontade enorme de partir e ir à procura de Monsaraz nestas noite de luar ou até mesmo a Amieira, que começa a ser conhecida pela sua marina inserida nas belas paisagens "criadas" pelo "grande lago"...

Alentejo que me acolheu e que abracei de forma intensa.

Alentejo que com as suas gentes e cultura me fizeram ver e crescer como pessoa, a olhar a vida de outro modo, a viver cada dia como se fosse único, sem as preocupações de um amanhã que nem sequer temos a certeza se o viveremos.

Aqui continuo, todos os dias a recordar os momentos que vivi, na incerteza se um dia lá voltarei a viver como gostaria...

Aqui continuo... de olhar triste e vazio...

Sinto a vossa falta...

Tenho saudades!!!


PS.: Beijinho para ti "doce Alentejanito... Ruim" ;p

domingo, 2 de agosto de 2009

De volta...

Hoje, supostamente, deveria ser um dia de alegria, pois finalmente regressei à terrinha, após um ano ausente (as visitas efectuadas foram as chamadas "visitas de médico").
A questão é que não me sinto assim... Não digo que é mau regressar a casa e voltar a rever todos aqueles, que chegaram até mim através do novo mundo das tecnologias...
Mas... e os que ficaram lá? Os que me acolheram e me deram aquele carinho quando estava menos animada? E como me volto a adaptar a uma terra que já não sinto como minha (nunca me identifiquei com ela e agora ainda mais...)?
Ao longo destes dois anos, por paragens que jamais pensei em tempos me adaptar, conheci o que é verdadeiramente viver a vida, sem estes "artificialismos" que sinto aqui, na minha "suposta terra"...
A todos com quem aprendi algo, por mais elementar que se possa imaginar "OBRIGADO"!!! Estarão sempre no meu coração...

E tu meu doce? Este foi o nosso "ponto final"?! Aqui começa outra longa história... chorei ao deixar-te. Não sei se te voltarei a ver. Não sei aquilo que sentiste com a minha partida. Será que te é indiferente? Sentirás a minha falta? Eu sei uma coisa, que com o tempo descobri, pensando ser impossível... ADORO-TE!!! E sentirei imenso a tua falta...

Sei que a vida continua, que hoje posso estar com o coração a chorar e nas "mãos" de alguém que com aquele mau feitiozinho, me encantou (lol)...

Sei que amanhã devo estar a rir das lamechices aqui escritas hoje e que afinal não foi tão dificil esquecer-te...

Mas acima de tudo sei, tal como tu, ocupamos um lugar muito especial no coração um do outro e isso ninguém nos pode tirar. De uma forma ou de outra haverá sempre algo que nos recordará todos os momentos em que fomos felizes juntos...
Não te esquecerei... em ti sei que há um amigo, alguém com quem posso sempre contar...

Se um dia nos voltaremos a cruzar?! Não sei... O tempo dirá... Até obter respostas concretas, guardo em mim todas as recordações, o teu belo sorriso e doce olhar...